13
Jun
2013

A nossa parte

Da nossa parte, aprendemos que, assim como na vida e no amor, o diabetes também não nos dá garantias. O que funcionou brilhantemente ontem pode não servir mais hoje – a experiência passada não garante sucesso no futuro. Diabetes é teste, é ensaio, é tentativa. Diabetes é dedicação – qualquer semelhança com relacionamentos não é mera coincidência…

Quando fomos convidados a escrever sobre diabetes para o dia dos namorados, sentimos que o desafio estava lançado. Como falar e escrever com propriedade do que ainda apreendemos e treinamos diariamente?  Resolvemos, então, falar da nossa parte.

Casal Beco do Batman

Aprendemos que pequenos gestos fazem muita diferença: ele levanta um pouco mais cedo para não pularmos o café da manhã, eu o acordo com carinho. Ele insiste na atividade física, eu faço piada da preguiça. Ele lava a salada para servir no almoço, eu como mesmo sem fome. Ele serve água, eu sempre garanto o refrigerante zero gelado. Eu meço a glicemia, ele faz aposta com os resultados.

Como em qualquer relação, não existe receita pronta para lidar com o diabetes. Todas as vezes que cercamos demais, a coisa desviou. Também não funcionou quando deixamos demais para lá. Da nossa parte, o diálogo é parte essencial da relação – e do tratamento. Sem instruções, nós aprendemos a nos moldar.

Da nossa parte (como diz o poeta), amar, porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido. Da nossa parte, rir – descobrimos que é um dos melhores remédios. E, ainda, se fossemos você, deixaríamos o medo de lado. Ele não faz bem para o amor.

Texto criado para o blog da Farmácia Dassette para o dia dos namorados.

email